Caixa de dicas

Para navegar na "Escola Filosófica" escolha um assunto na barra lateral direita e acesse os conteúdos presentes. No caso de atuais alunos, os trabalhos requeridos em sala de aula estarão contidos em "exercícios" - vocês encontrarão possíveis dicas em matérias.

A "Escola Filosófica" está ON novamente!!

A gente não quer só comida...


Fico extremamente feliz ao falar sobre música - de fato, desde os 9 anos de idade respiro notas musicais (naquela época, era um pequeno soprano num coral formado por garotos de todos os segmentos sociais - "Os Cardeais de Sete Lagoas"). Sou capaz de dizer, sobretudo, que grande parte dos meus valores provieram dessa experiência - normas, rigidez, disciplina, amizades, sensibilidade, amor pela arte, humanidade... e dentre tantos outros ensinamentos que até hoje deixa-me com brilho nos olhos. Saudade daquela época, das viagens inter-municipais (e estaduais!) em prol da música. Hoje, como professor de Violão Popular e Clássico, guitarrista e aspirante à violoncelista, vejo a falta que uma sólida educação musical (artística, sobretudo) nos faz.

Continuemos..:Minha felicidade deve-se, prioritariamente, à proposta de re-inclusão da "Educação Musical" nas escolas. Deixo aqui um site muito bacana sobre o assunto: acessem e acompanhem as novidades!
.
Uma nação não se faz sem, a meu ver, três pilares: filosofia, para aguçarmos o criticismo; história, para que possamos entender o "eu" no mundo; e arte, para elevarmos o espírito. Embora metafísico demais (espírito?), quem um dia já "viveu música" sabe do que estou falando.
..
E com uma frase quase oracular termino o post de hoje: grandes mudanças, podem esperar, irão ocorrer no cenário pedagógico nacional em breve - algumas já estão ocorrendo... Informe-se!

3 comentários:

  1. Seria muitíssimo interessante o ensino da música nas escolas. Contudo algumas coisas ainda não ficaram muito claras para mim:
    O aluno aprenderia a tocar algum instrumento ou ficaria só na parte teórica?
    Se praticar poderia escolher qualquer instrumento ou seria um para cada série ou escola?
    Se puderem escolher as escolas terão de dispor de vários professores, cada um com especificação em um instrumento?
    O aluno que não tiver aptidão para determinado instrumento será avaliado pelo seu desempenho nesse?
    Quais serão os critérios de avaliação?
    Apesar dos questionamentos creio que é um projeto muito interessante e que enriquecerá muito a formação dos alunos.

    ResponderExcluir
  2. Olá Raíssa...!

    O projeto não especifica nenhum destes pontos levantandos - é será uma longa estrada até a efetiva introdução da música nas escolas.

    Podemos, entretanto, ter certeza de que a "Educação Musical" não tem como fim último "um instrumento", mas sim fornecer a base para tais. Mesmo porque o que difere instrumentos são questões técnicas (sendo a música uma disciplina elementar, válida pra qualquer instrumento).

    De qualquer forma, seria muito legal que os alunos aprendessem um instrumento! Sei que existem escolas deste tipo - nas quais o aluno opta por um instrumento e tem um horário para estudo.

    Mas são suposições! Até lá muita coisa pode mudar... Ficamos na espera.

    ResponderExcluir

Entrem em contato comigo!

danilosvagera@hotmail.com

Contador